Dê a quem você ama: Asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar! (Dalai Lama)

21
Out 13

Ao amadurecer, descobrimos que a grama do vizinho não é mais verde coisíssima nenhuma. Estamos todos no mesmo barco.
Há no ar um certo queixume sem razões muito claras.
Converso com mulheres que estão entre os 40 e 50 anos, todas com profissão,  marido, filhos, saúde, e ainda assim elas trazem dentro delas  um não-sei-o-quê perturbador, algo que as incomoda, mesmo estando tudo bem. De onde vem isso?
Anos atrás, a cantora Marina Lima compôs com o seu irmão, o poeta Antonio  Cícero, uma música que dizia: "Eu espero/ acontecimentos/ só que quando anoitece/ é  festa no outro apartamento" .
Passei minha adolescência com esta sensação: a de que algo muito animado  estava acontecendo em algum lugar para o qual eu não tinha convite. É uma  das características da juventude: considerar-se deslocado e impedido de  ser feliz como os outros são - ou aparentam ser.
Só que chega uma hora em que é preciso deixar de ficar tão ligada na grama do vizinho.
As festas em outros apartamentos são fruto da nossa imaginação, que é infectada por falsos holofotes, falsos sorrisos e falsas notícias.
Os  notáveis alardeiam  muito suas vitórias, mas falam pouco das suas  angústias, revelam pouco suas aflições, não dão bandeira das suas fraquezas, então fica parecendo que todos estão comemorando  grandes paixões e fortunas, quando na verdade a festa lá fora não está tão animada assim.
Ao amadurecer, descobrimos que a grama do vizinho não é mais verde coisíssima  nenhuma. Estamos todos no mesmo barco, com motivos pra dançar pela sala e também  motivos pra se refugiar no escuro, alternadamente. Só que os motivos pra se refugiar no escuro raramente são divulgados. Pra consumo externo, todos são belos, sexys, lúcidos,  íntegros, ricos, sedutores.  "Nunca conheci quem tivesse levado porrada/ todos os meus  conhecidos têm sido campeões em tudo".  
Fernando Pessoa também já se sentiu abafado  pela perfeição alheia, e olha que na época em que ele escreveu estes versos não havia esta  overdose de revistas que há hoje, vendendo um mundo de faz-de-conta. Nesta era de exaltação de celebridades - reais e inventadas - fica difícil  mesmo achar que a vida da gente tem graça. Mas tem. Paz interior, amigos  leais, nossas músicas, livros, fantasias, desilusões e recomeços, tudo isso  vale ser incluído na nossa biografia. 
Ou será que é tão divertido passar dois dias na Ilha de Caras fotografando  junto a todos os produtos dos patrocinadores?
Compensa passar a vida comendo alface para ter o corpo que a profissão de modelo exige?
Será tão gratificante ter um paparazzo na sua cola cada vez que você sai de  casa?
Estarão mesmo todos realizando um milhão de coisas interessantes enquanto  só  você está sentada no sofá pintando as unhas do pé?  
Favor não confundir uma vida sensacional com uma vida sensacionalista. 
As melhores festas acontecem dentro do nosso próprio apartamento.
--------------------------------------------------------------------------- 
(Martha Medeiros, gaúcha, 44 anos, Jornalista, poeta e gente fina.)
publicado por LauraBM às 00:16
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

20
Out 11

Quando Deus fez a mulher, já estava a trabalhar há seis dias consecutivos.
Apareceu um anjo que lhe perguntou:

- Deus, porque estás a perder tanto tempo com esta criação? Ao que Deus respondeu:
"Já viste a minha lista de especificações para este projecto? Ela tem que ser completamente lavável, mas sem ser de plástico, tem mais de 200 partes móveis, todas substituíveis, e é capaz de sobreviver à base de Coca-Cola light e restos de comida, tem um colo capaz de segurar em quatro crianças ao mesmo tempo, tem um beijo capaz de curar qualquer coisa desde um arranhão no joelho a um coração ferido e faz isto tudo apenas com duas mãos."  

O anjo ficou estupefacto com estas especificações. "Só duas mãos!? Impossível! E esse é apenas o modelo normal? É muito trabalho só para um dia. É melhor acabares só amanhã."
"Nem pensar", protestou Deus. "Estou quase a acabar esta criação que me é tão querida.

Ela já é capaz de se curar a si própria quando fica doente e consegue trabalhar 18 horas por dia."  

O anjo aproximou-se e tocou na mulher. "Mas fizeste-a tão macia e delicada, meu Deus".
"Sim, mas também pode ser muito resistente. Nem fazes ideia o que ela pode fazer e aguentar."
"E ela vai ser capaz de pensar?" perguntou o anjo.
"Não só é capaz de pensar como é capaz de negociar e convencer".  

O anjo então reparou num pormenor e tocou na cara da mulher. "Ups, parece que tens uma fuga neste modelo. Eu disse-te que estavas a tentar fazer demais numa criatura só."
"Isso não é uma fuga, é uma lágrima."

"E para que é que isso serve?" perguntou o anjo.

 "A lágrima é o seu modo de exprimir alegria, pena, dor, desilusão, amor, solidão, luto e orgulho."
O anjo estava impressionado."És um génio, Deus. Pensaste em tudo."

 

E de facto as mulheres são verdadeiramente espantosas. Têm capacidades que surpreendem os homens. Carregam fardos e dificuldades, mas mantendo um clima de felicidade, amor e alegria. Sorriem quando querem gritar. Cantam quando querem chorar. Choram quando estão felizes e riem quando estão nervosas.
Lutam por aquilo em que acreditam e não aguentam injustiças. Não aceitam um "não" quando acreditam que existe uma solução melhor. Prescindem de tudo para dar à família.
Vão com um amigo assustado ao médico. Amam incondicionalmente. Choram quando os seus filhos são os melhores e aplaudem quando um amigo ganha um prémio.
Ficam radiantes quando nasce um bébé ou quando alguém se casa. Ficam devastadas com a morte de alguém querido, mas mantêm a força além de todos os limites. Sabem que um abraço e um beijo podem curar qualquer desgosto.  

Existem mulheres de todos os formatos, tamanhos e cores. Elas conduzem, voam, andam e correm ou mandam e-mails só para mostrar que se preocupam contigo. O coração de uma mulher mantem este mundo a andar. Elas trazem alegria, esperança e amor. Dão apoio moral à sua família e amigos. As mulheres tem coisas vitais a dizer e tudo para dar.  

NO ENTANTO, SE EXISTE UM DEFEITO NAS MULHERES
É QUE ELAS SE ESQUECEM CONSTANTEMENTE DO SEU VALOR.
----------------------------------------

8/03/2006

artigo recebido via Internet, s/autoria

publicado por LauraBM às 23:35
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

10
Out 10

"Achei um poema com apenas dois versos que diz assim:

"Pior do que uma voz que cala - É um silêncio que fala"

Simples. Rápido. E quanta força.

Imediatamente me veio a cabeça situações em que o silêncio me disse verdades terríveis, pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades. Um telefone mudo. Um e-mail que não chega. Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca.

Silêncios que falam sobre desinteresse, esquecimento, recusas.

 

Quantas coisas são ditas na quietude, depois de uma discussão. O perdão não vem, nem um beijo, nem uma gargalhada para acabar com o clima de tensão. Só ele permanece imutável, o silêncio a ante-sala do fim.

É mil vezes preferível uma voz que diga coisas que a gente não quer ouvir, pois ao menos as palavras que são ditas indicam uma tentativa de entendimento. Cordas vocais em funcionamentos articulam argumentos expõem suas queixas, jogam limpo.

Já o silêncio arquitecta planos que não são compartilhados. Quando nada é dito, nada fica combinado.

 

Quantas vezes, numa discussão histérica, ouvimos um dos dois gritar: "Diz alguma coisa! Diz que não me ama mais, mas não fica aí parado me olhando... É o silêncio de um, mandando más notícias para o desespero do outro.

 

É claro que há muitas situações em que o silêncio é bem-vindo. Para um cara que trabalha com uma britadeira na rua, o silêncio é um bálsamo. Para a professora de uma creche, o silêncio é um presente. Para os seguranças dos shows do Sepultura, o silêncio é uma megasena.

Mesmo no amor, quando a relação é sólida e madura o silêncio a dois não incomoda, pois é o silêncio da paz.

O único silêncio que perturba é aquele que fala. E fala alto.

É quando ninguém bate à nossa porta, não há recados na secretária eletrônica e mesmo assim você entende a mensagem".

----------------------------------

texto recebido via Internet s/autoria

publicado por LauraBM às 23:52
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

10
Out 09
Sabe por quê o anel de compromisso se usa no quarto dedo?
Existe uma lenda chinesa que conseguiu explicar de uma maneira bonita e muito convincente...
Os polegares representam os pais.
Os indicadores representam irmãos e amigos.
O dedo médio representa a vc mesmo.
O dedo anelar (quarto dedo) representa o seu cônjuge.
O dedo mindinho representa teus filhos.
Agora junte suas mãos palma com palma, depois, una os dedos médios de forma que fiquem apontando a si mesmo, como na imagem...
dedosjuntos_2.jpgAgora, tente separar de forma paralela seus polegares (representam seus pais), vc vai notar que eles se separam porque seus pais não estão destinados a viver contigo até o dia da sua morte, una os dedos novamente.
Tente separar igualmente os dedos indicadores (representam teus irmãos e amigos), vc vai notar que também se separam porque eles se vão, e tem destinos diferentes como se casar e ter filhos.
Tente separar da mesma forma os dedos mindinhos (representam teus filhos) eles também se abrem porque seus filhos crescem e quando já e quando estiverem prontos voarão com as próprias asas, una os dedos novamente.
Finalmente, tente separar seus dedos anelares (o quarto dedo que representa teu cônjuge) e vc vai se surpreender ao ver que simplesmente não consegue separá-los. Isso se deve ao fato de que um casal esta destinado a estar unido ate o último dia da sua vida e é por isso que o anel se usa neste dedo.
Algo curioso, mas legal saber.
publicado por LauraBM às 22:06
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

14
Out 08

hibisco_laranja.gifNuma conversa entre mulheres, uma amiga se gabou de falar a verdade sempre que não gosta de alguma coisa. E foi bem enfática:
" - Doa a quem doer, eu sempre falo o que penso. Isso serve para marido, filho, nora e até amiga viu?"
Juro, fiquei com medo!
Já imaginou ter que ouvir alguma "verdade" assim, na "lata" e sem anestesia?
Mais tarde, comecei a pensar que talvez essa amiga estivesse com problemas.
Não ter freios e falar tudo o que vêm na cabeça é má criação ou comprometimento mental.
No caso dela...sinceramente?  É má criação.

Falar a verdade é muito bom. Sinal de honestidade e rectidão de carácter. Mas é preciso ter cautela.
Algumas "verdades" não devem ser ditas porque magoam e quem ouve talvez não possa fazer nada para mudar.
Por exemplo, dizer para a amiga que ela está gorda é bobagem. A menos que saiba que ela não tem espelho ou que é cega. Mesmo assim...

Falar que não gostou de um jantar que foi preparado com carinho ou da decoração da casa é totalmente desnecessário. Não é preciso mentir, só não comente.

O mesmo sobre coisas do tipo "Você não fica bem com esta roupa", quando a pessoa já saiu de casa e não tem como mudar.

Quem gosta de falar as "verdades" precisa se perguntar se está falando da sua ou a da pessoa?
Uma das coisas mais difíceis é aceitar que duas pessoas possam ter opiniões totalmente diferentes sobre um mesmo assunto.
Daí, aquela frase famosa: "O que seria do amarelo se todos gostassem do azul".
Quem gosta de ser sincero, precisa estar atento se a pessoa está disposta a ouvir o que se pensa.
Muitas vezes somos tentados a dar opinião sobre o que não nos diz respeito, "meter o bico" aonde não somos chamados.
O correcto antes de sair dando palpite na vida alheia é pensar:

. A pessoa pode mudar?
Se for uma característica física (cintura grossa, perna torta, nariz grande, etc.) não precisa tocar no assunto, porque provavelmente a pessoa já sabe.
Se for perguntado, uma boa resposta seria "Quando eu olho você, vejo outras coisas".

. Evitar fazer comentários do tipo:
"Detesto quem não gosta de ler" ou "Quem não gosta de cinema é burro".
Se quem ouve não gosta destas coisas, pronto se ganhou um inimigo.
. Sobre educação de filho, religião, casamento e outros assuntos polémico, é melhor ouvir.
Se sua opinião for diferente e resolver falar, uma sugestão é começar a frase assim: "Eu entendo o que você diz, mas penso um pouco diferente".
. Se ouvir uma "verdade" sem pedir, sinta-se à vontade para responder:
"Você foi muito sincero, agora é a minha vez. Não gostei".
Seja assertivo, talvez a pessoa também precise ouvir a verdade. 

. Nada impede que se interrompa quem está falando a "verdade" se não deseja ouvir.
É só falar: " Acho melhor você guardar o pensa sobre isso para você".
Apesar de ser tentador acreditar que se sabe a "verdade" ou o que é melhor para o outro, um pouco de humildade e dúvida não faz mal.
--------------------
24/10/2007
Lícia Egger Moellwald

publicado por LauraBM às 00:45
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

10
Out 07

casal_beijo.jpgVenho percebendo um fenómeno da ordem dos menos importantes, mas, ainda assim, curioso. Antigamente, a pessoa casada que vivia um relacionamento extraconjugal tinha o quê? Um amante. Homens tinham amantes, mulheres tinham amantes, e amantes não tinham a menor chance de receber alguma condescendência por parte da sociedade. O povo caprichava na hora de estereotipá-los.

No caso das amantes, eram descritas como noctívagas que vestiam vermelho, mantinham garras afiadas, lingerie de tigrinho e cabelos excessivamente compridos.
No caso dos amantes, eram homens com emprego incerto, que podiam escapar no meio da tarde, e que usavam camisas listradas. Por que camisas listradas? Sei lá, deve ter alguma relação com a      imagem do malandro, uma coisa meio Moreira da Silva. Mas sem o chapéu.

Os amantes exalavam luxúria. Eram pessoas de índole duvidosa, já que pouco se importavam de estar colaborando para a ruína dos lares. As amantes eram umas sem-vergonha que queriam fisgar
um marido a qualquer preço, os amantes eram uns farristas que divertiam-se comendo a mulher do próximo. Um pessoal absolutamente sem coração.

Alguém ainda tem amante? Nunca mais ouvi falar. E olha que eu lido com gente à beça, de tudo quanto é tipo, formato, cor, idade, estado civil. Ninguém mais tem amante. É uma raça em extinção. As pessoas, agora, casam e são felizes para sempre. E, quando acham que o "pra sempre" anda
meio tedioso, arranjam um namorado.
Homens têm a esposa e uma namorada. Mulheres têm o marido e um namorado. Nunca vi nada mais familiar.
As namoradas são estudantes, médicas, bibliotecárias, mulheres que usam jeans e camiseta, cabelo curto e unhas curtas, elegantes e discretas. Discutem Nietzche, são companhia para um
cinema, passam as festas de fim de ano com a turma sem reclamar.
Os namorados são surfistas, engenheiros, instrutores de informática. Mandam e-mails carinhosos, sugerem discos de jazz, dizem eu te amo.

Amante é coisa de quem curte relações clandestinas, transa atrás das portas e exagera no perfume. Uma decadência. Os amantes foram promovidos a namorados. Adeus vestidos vermelhos e
camisas listradas.
----------------
5/04/2006
Martha Medeiros

publicado por LauraBM às 17:57
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

10
Out 06

(Poesia encontrada num mosteiro)

corpos_nus.jpg(Fazer amor é pisar na eternidade...
Fazer amor é coisa séria demais...
Não basta um corpo e outro corpo misturados num desejo insosso, desses que dão feito fome trivial nascida da gula descuidada aplacada sem zelo sem composturas, sem respeito,
atendendo exclusivamente a voracidade do apetite.
Fazer amor é percorrer as trilhas da alma, uma alma tacteando outra alma desvendando véus, descobrindo profundezas penetrando nos escondidos sem pressa... com delicadeza.
Porque alma tem textura de cristal, deve ser tocada nas levezas, apalpada com amaciamentos até que o corpo descubra cada uma das suas funções.
Quando a descoberta acontece é que o acto de amor começa.

As mãos deslizam sobre as curvas como se tocando nuvens, a boca vai acordando e retirando gostos, provando os sabores, bebendo a seiva que jorra das nascentes escorrendo em dons.
É o côncavo e o convexo em amorosa conjunção.
Fazer amor é Ressurreição!
É nascer de novo!
No abraço que aperta sem sufocamentos
No beijo que cala a sede gritante
Na escalada dos degraus celestiais que levam ao gozo.
Vale chorar. Vale gemer.
Vale gritar porque aí já se chegou ao paraíso e qualquer som há de sair melódico e afinado
seja grave, agudo, pianinho.
Há de ser sempre o acorde faltante quando amantes iniciam o milagre do encontro.

Corpos se ajustaram. Almas matizaram. Fez-se o Êxtase! 
É o instante da Paz
É a escritura da serenidade
E os amantes em assunção pisam eternidades!
-------------------------------------
19/04/2005
texto recebido via Internet, s/autoria

 

publicado por LauraBM às 23:48
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

08
Out 05

bussola.gif

Solidão não é a falta de gente para conversar,
namorar, passear ou fazer amor...
Isso é carência.

Solidão não é o sentimento que experimentamos
pela ausência de entes queridos
que não podem mais voltar...
Isso é saudade.

Solidão não é o retiro voluntário
que a gente se impõe as vezes,
para realinhar os pensamentos...
Isso é equilíbrio

Tampouco é o claustro involuntário
que o destino nos impõe compulsoriamente,
para que revejamos nossa vida...
Isso é um princípio da natureza

Solidão não é o vazio de  gente ao nosso lado...
Isso é circunstância

Solidão é muito mais do que isso...
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos
e procuramos em vão pela nossa alma!!!
------------------
21/04/2004
Fátima Irene Pinto

publicado por LauraBM às 01:24
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

05
Out 05

ruiva_sentada.gif...pois são todas belas, belas, belas...

Você sabia que se os manequins das vitrinas fossem verdadeiros, suas cadeiras seriam pequenas demais para ter filhos?

Há três biliões de mulheres no mundo que não se parecem com as super  top-models e existem apenas 8 verdadeiras super top-models!

Marilyn Monroe usava 42 e o 42 da época seria um 46 actual!

Se a boneca Barbie fosse uma verdadeira mulher, ela só poderia andar de quatro porque, com as suas proporções, ela não pararia em pé!

A mulher média pesa 66 quilos.
As top-models dos jornais são retocadas por computador e também não são perfeitas!

Uma pesquisa de 1995 mostra que 70% das mulheres ficam deprimidas e sentem-se culpadas depois de olhar uma revista feminina por três minutos.

Há 20 anos, as Top-Models pesavam em média 8 quilos a menos que a mulher comum.
Hoje, elas pesam 23 a menos!•
Então, caras, parem de sonhar acordados e caiam na real!!

Mande este mail a mulheres para fazê-las sorrir!

Também podemos mandar para os caras pararem de encher o nosso saco!!!
-----------------------------------
31/08/2005
artigo recebido via Internet, s/autoria

publicado por LauraBM às 01:16
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

10
Out 04

coracoes_namorados.gifHá pessoas que não sabem o que é o sorriso, trocam por uma lágrima.
Não sabem o que é um canto, trocam por um grito de agonia.
Não sabem o que é uma amizade, trocam pela antipatia.
Não sabem o que é o amor, trocam por um grande ódio.
Não sabem o que é a paz, trocam pela intriga.
Não sabem o que é a verdade, trocam por um mundo corrido de mentiras.
Não sabem o que é uma flor, uma árvore, uma paisagem.
E trocam-nas por uma poluição desenfreada
Não sabem o que é o diálogo, trancam-se dentro de si mesmas.
Não sabem o que é união, vivem isoladas.
Não sabem quem é Deus, trocam por superstições vazias.
Não sabem o que é a vida, e vivem trocando-a pela morte.
Todas estas trocas são feitas porque o mais cómodo tem caminhos mais fáceis.
Mas a verdade é uma só: lutar; servir e perseverar.
As trocas pelo mais cómodo, pelo mais fácil, não levam a lugar nenhum.
Pelo contrário: atrapalham, esvaziam, machucam e destroem.

publicado por LauraBM às 23:56
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

:

25
Fev 04

tabaco-cigarro-download.gif

Valerá mesmo a pena?

publicado por LauraBM às 22:52
*TAGS = Temas deste Blog - (Clique em cima) -

: ,

R O D A P É

TELEFONES S.O.S.

"Vítimas de violência"

Números nacionais:
- SOS Mulher 808 200 175 (Linha Azul)
- Informação Mulher Vítima de Violência: 800 202 148
- Solidariedade à Mulher : 808 202 710

Lisboa:
- APAV, Associação Portuguesa de Apoio à Vítima: 21 888 4732
- Solidariedade à Mulher : 808 202 710
- UMAR (União de Mulheres Alternativa e Resposta):

Rua de São Lázaro, 111 - 1.º Dto. Telefone: +351 1 886 79 86 - Fax: +351 1 886 70 90

Coimbra:
- S.O.S. Mulher/ Fundação Bissaya Barreto: 239 832073
- APAV, Associação Portuguesa de Apoio à Vítima: 239 702363 - www.apav.pt

Sintra:
- Informação à Mulher: 21 916 1404

Açores:

- SOS Mulher Angra do Heroísmo

- Rua Álvaro Martins Homem, 12 - 9700 - 017 Angra do Heroísmo - Telefone: 295 217860 Fax: 295 217 837

Ponta Delgada - 296 283221
- UMAR (União de Mulheres Alternativa e Resposta):

Ponta Delgada - Rua de São João, 33 A - 2º 9500 - 107 Ponta Delgada Telefone/Fax: 296 283 221

"Gravidez e Planeamento Familiar"
- Solidariedade à Mulher/Gravidez não desejada: 808 202 710
- Lisboa - S.O.S. Grávida/ informação e apoio: 21 395 2143
- Lisboa - Despedimentos por Gravidez: 21 796 4027

"Suicídio"
- Telefone da Amizade - Angústia, solidão e prevenção suicídio: 800 205 535

Lisboa - Centro S.O.S. - Voz Amiga: 21 3544 545 - Das 16h às 07 horas

Ajuda na solidão, angústia, desespero e prevenção do suicídio.
Viseu - Telefone S.O.S. Palavra Amiga das 21h à 1 hora (032) 424282
Coimbra - Telefone S.O.S. Telefone Amigo das 16h à 1 hora: (039) 721010 - Prevenção do suicídio

arquivos
comentários recentes
Gina, e João,Agradeço-lhes os comentários. Também ...
Sente-se um E T por não estar nas redes sociais?...
Oi João, como você, identifiquei-me com a crônica ...
Oi Laura, estava procurando um site para correspon...
Genial!!!Se quiser dar uma olhada no meu blog seri...
Pois, Daiana, também acho que todas deveríamos imp...
Aaaah quero uma camisa dessas kkk
Olá! O bolinho: pode usar farinha só integral, cla...
Posts mais comentados
1 comentário
1 comentário
1 comentário
mais sobre mim
*Espreitar no blog
 
Contador de visitas